6 maneiras de humanizar o atendimento

O atendimento humanizado é uma tendência mundial. Como se aproveitar disso? Separamos 6 dicas para te ajudar a criar uma estratégia de humanização no seu negócio.
Publicado em:
4/2/2022

O atendimento humanizado é, basicamente, ouvir o que o cliente tem a dizer e agir de acordo com isso. Totalmente baseado no diálogo entre empresa e consumidor, o objetivo é valorizar o cliente e colocá-lo no centro das comunicações de qualquer negócio. Além de aumentar a satisfação com o atendimento e com a sua marca como um todo, a humanização acelera a fidelização e melhora a experiência dos clientes.


Segundo um relatório do Zendesk, 97% dos entrevistados pretendem gastar mais com empresas que personalizam o atendimento e isso é percebido pelos donos de negócio: 73% dizem que existe uma conexão direta entre atendimento e desempenho comercial.


Como então se aproveitar dessa tendência? Separamos 6 dicas para te ajudar a criar uma estratégia de humanização para o seu negócio. 


1) Escute o cliente


A principal dica que podemos dar quando falamos de relacionamento com o cliente é: converse com eles. Entenda seus gostos, preferências e expectativas em relação a sua marca e concorrentes. Isso se aplica na hora de responder avaliações negativas ou positivas e também no dia a dia do atendimento. 


Uma boa maneira de fazer isso é implementar pesquisas de satisfação. Mas, não se esqueça: os consumidores querem ser ouvidos e   respondidos, aplique o atendimento humanizado nesse momento — mesmo em casos difíceis.


2) Invista em dados


Além de escutar o cliente, você deve também conhecê-lo. Oferecer um atendimento personalizado (e, portanto, humanizado) depende de você conhecer a pessoa com quem está conversando. Daí a importância de recolher dados e traçar um perfil dos consumidores atuais e futuros. 


Com a ajuda de ferramentas automatizadas, como CRMs (Gestão de Relacionamento com o Cliente, em tradução da sigla em inglês), é possível recolher informações relevantes dos seus clientes na hora da compra. Por exemplo, qual a frequência de compra,  gasto médio e até idade média e gênero. 


Plataformas mais completas como a Collact, oferecem CRM e também o recolhimento e análise de avaliações dos seus clientes, o que te permite entender mais facilmente as opiniões de cada consumidor.


Humanize seu atendimento também nas redes sociais

3) Personalize o atendimento


Como comentamos nos itens anteriores, para humanizar o atendimento é essencial conhecer e escutar o cliente. A partir do momento que aplicamos essas estratégias ao nosso dia a dia, é possível também personalizar esse atendimento. Assim, quando você for conversar com ele, ou até solucionar um problema, o consumidor vai se sentir exclusivo e valorizado.


Segundo o relatório do Zendesk, 77% dos consumidores dizem que esperam que todas as experiências sejam personalizadas. Por isso, não se prenda a scripts de vendas ou atendimento e use a tecnologia como sua principal fonte de dados. 

 

4) Treine sua equipe


Apenas 1 a cada 5 dos atendentes entrevistados pelo Zendesk expressam um alto nível de satisfação com a qualidade de treinamento disponível. É possível que seu time se encaixe nessa realidade? Se a resposta for provavelmente, você tem um grande obstáculo para humanizar seu atendimento.


Invista e ofereça treinamentos constantes com as melhores práticas de atendimento humanizado e personalizado. Além disso, os envolva e apresente dados e feedbacks dos clientes — isso pode ajudá-los a entender melhor a importância do treinamento.


5) Seja proativo


É comum que as marcas fiquem na defensiva frente a reclamações dos clientes, mas isso só vai tornar a conversa muito mais difícil. Além disso, muitas empresas esperam que o cliente entre em contato para fornecer uma opinião, em vez de buscar o consumidor e pedir uma avaliação. Tomar a iniciativa de conversar com o cliente pode fazer a diferença.


Quando uma empresa entra em contato com o cliente e pede sua opinião, isso mostra ao consumidor que sua avaliação é importante e que a loja se preocupa com o bem-estar de seus clientes. Mas, não se esqueça: quando alguém responder com suas impressões, é papel da empresa dar uma devolutiva.


6) Acompanhe os resultados


Muitas lojas aplicam metas para os vendedores e atendentes, mas na maioria das vezes esses resultados são relacionados a vendas, número de atendimentos e outras métricas quantitativas. Um bom incentivo para engajar o time a humanizar o atendimento é usar indicadores relevantes para a humanização, como por exemplo o CSAT (Customer Satisfaction Score) que mede o nível de satisfação dos clientes com a compra e atendimento.


Além de aplicar todas as nossas dicas, é essencial saber o que seus clientes estão pensando e quais suas expectativas. Caso você queira saber mais sobre como fazer isso, baixe nosso conteúdo gratuito com o passo a passo para uma Pesquisa de Satisfação.


Gostou do conteúdo? Vamos continuar conversando nos comentários!

Barbara Bastos

Formada em Jornalismo, meu foco sempre foi em empreendedorismo  e negócios. Já trabalhei como repórter na revista Pequenas Empresas e Grandes Negócios. Hoje ajudo a tirar todas as suas dúvidas relacionadas aos mais diversos temas aqui no blog da Collact.

Você também pode gostar destes posts

voltar para o blog

Receba conteúdos Collact