Home / Casos de Sucesso / Case Cinque Sensi – Encantando e surpreendendo clientes

Case Cinque Sensi - Encantando e surpreendendo clientes

Em 2016, num momento difícil para o comércio, Letícia Zodi decidiu abrir um restaurante na Vila Olímpia. O Cinque Sensi segue o modelo de buffet por quilo, muito comum no bairro comercial, mas surpreende pela variedade do cardápio, no qual ingredientes finos como ostras, polvo, e entrecôte aparecem com frequência.

Conversamos com Letícia para entender quais são os desafios do Cinque Sensi, e como ela utiliza a Collact para se comunicar com seus clientes.

Um buffet com uma proposta diferente

Letícia: Meu principal objetivo montando o restaurante foi o seguinte: não vou fazer o que todo mundo faz. Se eu vou me expor, me arriscar, quero que seja minha ideia. E minha ideia não era ganhar muito dinheiro sem uma paixão no meio. Não ia ser a minha cara.

A proposta é fazer uma comida bem gostosa e saudável, com um cardápio bem variado, porque imagina, se vocês vão comer todos os dias, vocês não vão comer o mesmo cardápio. Por mais saudável que seja a comida, você enjoa. O principal é ter criatividade, e graças a deus isso nunca falta – seja minha, do chef Lucas, ou da equipe que trabalha aqui dentro.

Nosso segundo objetivo é fazer com que as pessoas tenham acesso a comidas que nunca tiveram a chance de provar. Tem muita gente que gostaria de provar comidas diferentes, mas não tem condições. Eu mesma não tinha tido, não sabia o que era uma trufa, o que era uma vieira. Porque se você for num restaurante a la carte e pedir uma vieira você vai pagar caro. Mas você gostaria de provar uma vieira. Então a gente tenta deixar esse acesso, para as pessoas conhecerem da melhor maneira possível. Quem vem aqui e acompanha o restaurante já comeu trufa, vieira, lagosta, polvo. E pros veganos e vegetarianos sempre tem uma novidade.

Então a gente tenta trazer esse sonho de comer uma comida gostosa, de ter esse prazer na hora do almoço, num buffet com um preço acessível para as pessoas. E elas não vão enjoar, porque cada dia tem uma novidade diferente.

Buffet no Cinque Sensi, com frutos do mar na moranga.

 

Aproveitando oportunidades para conquistar clientes

Letícia: Eu gosto muito de receber pessoas na minha casa para almoçar ou para jantar – eu não cozinho aqui no restaurante, quem cozinha é o chef Lucas – mas eu  sempre gostei de receber pessoas e cozinhar para elas, é como se fosse um presente. Não dá pra ser assim exatamente no modelo de negócios, né?

Mas por exemplo, quando você chega no Cinque Sensi, você é recebido com churros na porta, que estão lá pra encantar as pessoas. Percebemos aos poucos que a pessoa já é conquistada nesse momento, e todo mundo ama o churros: ele é muito bom! Quando ela entra, tem chá ou água aromatizada que também é cortesia. E você vai provar o buffet.

É logico, quando estou no restaurante, também sempre pergunto para os clientes o que eles acharam, se tem algo que eles não gostaram, porque a gente pode melhorar. Mas aqui todo mundo está feliz, graças a deus.

E quando você vai embora, você vai sair com a lembrança da gente, porque você vai ser surpreendido por algum docinho, que é a nossa cortesia. Então você é convidado com um churros maravilhoso cortesia, tem o chá ou água aromatizada de aperitivo e você sai acariciado com mais um docinho que vai te surpreender: às vezes é brigadeiro, palha italiana, bolos…  O céu é o limite aqui, eles criam muito! E você vai lembrar da gente quando estiver voltando para o trabalho, essa é a intenção.

Sobremesa cortesia no restaurante Cinque Sensi

Divulgando os churros para viagem com a Collact

Oferta em destaque do Cinque Sensi: Churros cortesia

A Letícia usou os churros, que já eram cortesia do restaurante, como Oferta de Aquisição e Oferta de boas-vindas na plataforma da Collact. Ou seja, uma ideia simples que não gerou nenhum custo ou desafio para ela. O brinde, queridinho dos clientes, passou a ser atrativo para novos clientes vir conhecer o restaurante.

Letícia: A gente tem que montar na hora o pacotinho, porque se o churros esfriar, não vai ficar tão gostoso. Quando entregava para os clientes, eu até brincava, falava para os clientes “Me falaram que churros não era bom pra levar pra viagem né? O que você acha?” e me responderam “Ah, não dá tempo de esfriar, porque quando chego no trabalho já acabou”. Eles ficam tão apaixonados por receber isso, que quando chegam no escritório, já acabou.

O legal é que vieram vários clientes, eu não imaginava o quanto eles estavam satisfeitos de estar ganhando isso, e realmente foi uma coisa que a Collact trouxe. Porque a gente não teria como fazer essa ação um por um aqui no restaurante. Então acho que atraiu, trouxe o cliente, e no final deu um resultado muito bom, porque realmente as pessoas vinham, compravam, e saiam apaixonadas, por uma coisa que eu não conseguiria divulgar de jeito nenhum sem a ferramenta.

E o que me surpreendeu, foi Lucélia (que lidera a equipe de atendimento), que me chamou pra ver o celular de um cliente com a nossa página na Collact, com nossas fotos do Instagram. Então o cliente vê muito rápido nossas postagens. Como mudamos o nosso cardápio todos os dias, precisamos postar todos os dias. Quando eu vi nossos pratos, o Cinque Sensi no celular do cliente, eu me emocionei, achei muito legal!

 

Sobre a transição de cartõezinhos de papel para a Collact

Letícia: Isso é mérito da Lucélia. Ela fala que agora a gente mudou para um jeito mais tecnológico. Porque tem clientes que não queriam carregar o cartãozinho, e elas perdiam. Então no caso da Collact, não existe isso de perder o cartãozinho, de esquecer na outra bolsa, esse tipo de coisa.  Então realmente isso é um benefício, pro cliente é algo muito mais prático.

Ainda bem que a Lucélia e a equipe do caixa compraram a ideia. Porque aqui a gente já é treinado pra fazer a coisa direito, já tem o hábito de oferecer o programa de fidelidade, então a implementação não foi complicada.

Pra gente é importante porque o cliente tem acesso a tudo que está acontecendo, e não é todo mundo que vai passar aqui na frente e olhar o cardápio. A Collact está lá conectada com o Instagram e lembra nosso cliente, então tem tudo a ver com a nossa cara.

Lucélia: Na realidade, a Collact é uma inovação né? Então a gente tem que acompanhar essa inovação. O cartãozinho que a gente tinha, embora ele tenha contribuído bastante, os clientes esqueciam, eles perdiam. E agora com Collact, passando o cartão dele no pagamento, mesmo não passando o mesmo cartão, vai aparecer lá que eles consumiram, e vai ganhar os 5% [de crédito], isso é fantástico.

Até os clientes mais antigos, que eram os mais relutantes, já adoraram. Alguns já tem R$20, já ficaram contentes, acharam bacana. No começo tudo é assim né, tem um tempo pra mudança, mas depois vira prática e fica tudo mais fácil.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notificar de
avatar
wpDiscuz