Esse restaurante faturou R$ 12 mil ao melhorar o relacionamento com seus clientes

Publicado em:
19/4/2022

Desde agosto de 2021, Igor Ferreira e sua equipe já distribuíram mais de 7 mil benefícios entre cashback e prêmios. Junto com a sua mãe, Irenildes Ferreira, o empreendedor abriu seu terceiro negócio: uma franquia do restaurante de alimentação saudável Carambola, no Shopping Paseo Itaigara em Salvador. 

A história de Igor como empreendedor começou cedo, de camisetas a equipamento para carros, o engenheiro já fez de tudo. “Eu sou empreendedor desde que me entendo por gente”, brinca. Mas, segundo ele, só se tornou um empresário em 2011, quando abriu uma construtora, que fechou em 2015. Então, querendo expandir seus horizontes, Igor decidiu se tornar um consultor Stone, onde conheceu o Carambola.

A partir do momento que conheceu o negócio, Igor decidiu que queria abrir uma franquia. Em 2021, depois de sair da Stone e procurar novos empreendimentos, é que o engenheiro abriu sua unidade do restaurante, como o primeiro franqueado da rede. “Em duas reuniões fechamos negócio”, afirma.

O Programa de Fidelidade

Por ter trabalhado na Stone, Igor já conhecia muito bem a Collact. “Eu já era apaixonado pelo produto”, diz. “Ajuda muito a atrair clientes”. Hoje, vendo a plataforma como cliente, ele percebe ainda mais valor. Segundo Igor, metade do público que volta a comprar na loja retorna porque é cadastrado no Programa de Fidelidade. Isso porque, além da qualidade do produto, os clientes se sentem valorizados retornando no Carambola. 

“Queremos criar na cabeça do cliente um senso de benefício, o que faz com que ele se sinta melhor”

“Eles sabem que lá ganham pontos, brindes, recebem mensagem”, afirma ele. A promoção de maior sucesso no Programa de Fidelidade do restaurante é a de aniversário. Na semana do aniversário do cliente, ele ganha um açaí — um dos produtos mais amados pelos consumidores do Carambola. Só com esse prêmio, a taxa de resgates chegou a mais de 8% e a receita incremental foi mais de R$ 300. “Esse tipo de vantagem permite que eu continue funcionando”, diz.

Os benefícios

Além do retorno financeiro, o maior benefício para Igor é poder se relacionar com seus consumidores. “Eu conheço os melhores clientes pelo nome”, diz ele. O empreendedor consegue também saber quando cada participante do programa e quantas vezes eles retornam. “Assim posso conversar mais com os clientes”, afirma.

Esse relacionamento auxilia também no caso de experiências ruins que podem acontecer no dia a dia. Com a funcionalidade de avaliações do Programa de Fidelidade, Igor conseguiu saber com rapidez quais problemas os clientes estavam enfrentando e mandar mensagem para resolvê-los, além de bonificar o consumidor.

Por isso, hoje, das vendas realizadas no Carambola, 63% são de clientes participantes do programa. “Fazemos questão de ficar pontuando sempre para todos os clientes”, diz Igor. “Isso já faz com que eles se sintam melhor”.

“A Collact para mim é sobre relacionamento, mais do que a questão do dinheiro”

Dicas

Por ter trabalhado dos dois lados (como vendedor e cliente), Igor percebe que ainda existem outros empreendedores com receio de ter um Programa de Fidelidade. “As pessoas olham como se fosse um custo, mas é um investimento”, diz. “O que você ganha em relacionamento é maior do que o valor pago”.

Para ele, o que deve ser percebido pelo dono do negócio é a criação desse relacionamento com os clientes. “Até o resgate dos prêmios tem que ser visto como uma consequência da satisfação do cliente”, afirma.

Esse plano tem dado certo. Com oito meses de implementação do Programa de Fidelidade, o Carambola atingiu 1,6 mil clientes cadastrados e uma receita incremental de mais de R$ 12 mil. Além disso, 85% dos consumidores que avaliam o restaurante dão 5 estrelas. 

Faça como o Igor e implemente Collact no seu estabelecimento. Fale com nossos especialistas.

Gostou da história do Igor e do Carambola? Conte nos comentários o que você achou.

Barbara Bastos

Formada em Jornalismo, meu foco sempre foi em empreendedorismo  e negócios. Já trabalhei como repórter na revista Pequenas Empresas e Grandes Negócios. Hoje ajudo a tirar todas as suas dúvidas relacionadas aos mais diversos temas aqui no blog da Collact.

Você também pode gostar destes posts

voltar para o blog

Receba conteúdos Collact