Home / CRM / 6 Dicas Para Criar um Programa de Fidelidade em Seu Negócio

6 Dicas Para Criar um Programa de Fidelidade em Seu Negócio

programa-de-fidelidade

Fidelizar é adiantar-se à concorrência. Além disso, é bem mais rentável investir em fidelização do que em prospecção, pois um cliente satisfeito é também o principal agente do marketing de seu negócio. Mas e você? Sabe qual é a forma correta de otimizar essas questões?

Pensando nisso, trouxemos este artigo com 6 dicas para ajudar seu negócio a planejar um novo programa de fidelidade. Acompanhe!

1. Melhore o relacionamento com os consumidores

Conhecer os seus clientes é o primeiro passo para implementar a mudança. Algumas empresas realizam avaliações e questionários buscando identificar quais são os prêmios e recompensas mais desejados. É recomendado, também, estudar quais são os motivos que levam o cliente a rejeitar algum produto ou serviço, portanto, use as pesquisas com precisão.

A ideia é estabelecer uma estratégia duradoura e que potencialize a forma com que os clientes percebem a qualidade dos produtos da sua empresa.

2. Defina as recompensas

Muitas vezes, aquilo que o cliente deseja pode ser justamente o que você oferece. Quem nunca recebeu um cartão de fidelidade de restaurante, que presenteia com uma refeição os clientes mais assíduos?

Pois bem, essa regra vale para uma infinidade de outros produtos, entretanto, é ideal testar o programa que melhor se adequa às demandas da sua atividade comercial. Use a primeira dica para acertar na escolha.

3. Defina a pontuação e os prazos

Pense que o cliente verá seu programa de fidelidade como um jogo, que não pode ser demasiadamente longo ou difícil, caso contrário ele pode perder o interesse na proposta. Alguns planos têm diferentes recompensas para cada nível de pontuação. Direcione os investimentos para algo tangível.

4. Monte um programa de fidelidade funcional

O plano de fidelidade deve ser simples, tanto para quem gere o estabelecimento quanto para o cliente que compra ali. O controle deve ser prático, seja no papel, em aplicativo de celular ou por meio de um cartão magnético. O interessante é a agilidade do gerenciamento e adesão.

5. Ofereça algo que atraia o cliente

Nesse ponto, é preciso buscar um equilíbrio com os valores que empresa está disposta a investir nos prêmios, recompensas e outros custos para a criação e manutenção do programa. Você não precisa realizar o grande sonho da vida do seu cliente, mas também não adianta oferecer algo que não desperte interesse.

6. Use nomes criativos

É aqui que o seu projeto ganha independência e pode até mesmo auxiliar na prospecção para alcançar clientes que sequer conhecem a empresa. Boas práticas incluem nomes simples e atrativos, desde que mantenham um vínculo com a identidade do negócio.

Os benefícios de um programa de fidelidade incluem o crescimento da satisfação dos clientes e no negócio como um todo, mas lembre-se sempre de avaliar o mercado. Pesquisas de satisfação, entre outras formas de aproximação com o cliente e obtenção de feedback são indispensáveis para o sucesso do negócio.

Não pare por aí. Agora que você já sabe como montar seu programa de fidelidade, leia nosso artigo com estratégias para aumentar o lucro da sua empresa!

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notificar de
avatar
wpDiscuz